Partícula ou Corpo Extenso?

Olá, como vão?

O termo partícula nos dá a ideia de pequeno e corpo extenso, de grande, não é? Então, isto quer dizer que uma formiguinha é uma partícula, enquanto um elefante é um corpo extenso, correto?! Não!

Para nós, a formiguinha é pequena, mas se compararmos o seu tamanho com o tamanho de um átomo? A “coisa” muda, não é verdade? Para nós, o elefante é enorme, mas perto do tamanho da Terra, ele é bem pequeno.

Desta maneira, podemos continuar com o ideia de que partícula é algo pequeno e corpo extenso é grande, mas precisamos mudar o foco – a comparação não é sempre feita em relação a nós. Para dizer que um corpo é partícula ou corpo extenso precisamos saber qual o referencial de comparação. Tanto a formiga com o elefante podem ser partícula e corpo extenso ao mesmo tempo.

E a Terra, é partícula ou corpo extenso? Ambos! Comparada a nós – corpo extenso; comparada ao universo – partícula.

Estas diferenças têm implicações práticas para aqueles que vão prestar concursos. Suponhamos que em um exercício, precisemos calcular o tempo que um trem de 500 m de comprimento leva para ultrapassar um carro de 4 m de comprimento. No cálculo, o tamanho do carro deve ou não ser considerado? Esta decisão depende da precisão almejada. De modo geral, podemos usar 1% como um índice razoável. Já que 5 é 1% de 500 e 4 é menor que 5, então o carro será considerado partícula e seu tamanho não entrará no cálculo, ok?!

Abraço a todos,

Prof. Douglas Almeida

2 Comentários

Deixe uma resposta