A Porta e Maçaneta

Olá, como vão?

Já pararam para pensar por que a maçaneta fica na extremidade da porta, oposta às dobradiças? Por que ela não fica no meio? Alguém poderia responder: porque é esquisito! Provavelmente, se tivéssemos crescido vendo maçanetas no meio das portas, acharíamos normal.

As maçanetas, como todos sabemos, são usadas para facilitar nossa vida ao abrirmos e fecharmos as portas. Quando fazemos isto, aplicamos um esforço cuja eficiência, neste caso, não depende apenas de sua intensidade. Você já tentou realizar estas tarefas empurrando a porta em um ponto próximo às dobradiças? Se não, tente viagra venta a domicilio. Verá que fica bem mais difícil. Isto acontece porque a distância do local onde o esforço é realizado até as dobradiças é um fator que altera a eficiência do esforço. Quanto maior a distância, menor o esforço necessário. Mas não é só isto. Pressione suas mãos contras as maçanetas e puxe a porta em direção a você. Dá para girar a porta desta forma? Se você realizou o pequeno experimento de forma correta, vai ver que, mesmo sendo a pessoa mais forte do mundo, não dá. Agora, se você colocar a palma de uma das mãos em uma das maçanetas e empurrar, tudo volta ao normal. Onde está a diferença de uma situação para outra? Na inclinação da força aplicada. Quanto mais perto de 90º graus, melhor!

Resumindo, a capacidade de um esforço em girar alguma coisa depende do valor deste esforço, da distância do local de sua aplicação até o ponto de apoio para o giro e da inclinação de tal esforço em relação ao corpo.

Será que isto tem alguma coisa a ver com aquelas chaves usadas para afrouxar e apertar os parafusos  das rodas dos automóveis ?

Abraço a todos,

Prof. Douglas Almeida

Deixe uma resposta